sexta-feira, 4 de novembro de 2011

A criminalidade infantil no Brasil

     Há alguns anos, o Brasil vem ganhando destaque internacional no que se refere à sua economia, que, de fato, tem melhorado bastante. Porém, não somente de boa economia sobrevive um país. Os brasileiros sofrem com muitos outros problemas: um deles, gravíssimo, é a criminalidade infantil. A desestrutura familiar e a falta de investimento em educação de qualidade fazem com que crianças e adolescentes saiam de casa e vão morar nas ruas, onde têm contato com as drogas e optam pela vida do crime.
     Todos os dias, lemos ou ouvimos notícias de crianças cada vez mais novas envolvidas na violências urbana. Isso é explicado pelo fato de criminosos mais experientes saberem que adolescentes entre 12 e 18 anos não podem ficar detidos por muito tempo e crianças menores de 12 anos não podem sofrer qualquer tipo de restrição à liberdade. Desse modo, praticam crimes, não são punidos e continuam nas ruas.
     É fato que adolescentes menores de 18 anos não têm as ideias totalmente formadas e, justamente por isso, é dever das famílias e do governo zelar pelo juízo e segurança dos mesmos. Existe uma lei que garante isso, porém, assim como muitas outras leis brasileiras, ela não funciona para todos. Como resolver, então, o problema da criminalidade infantil em nossa sociedade?
     Primeiramente, é necessário que certas leis sejam revistas: um delinquente, por mais novo que seja, não pode ficar impune toda vez que cometer um crime. É preciso, também, que as autoridades façam funcionar as boas leis, que já existem e fazem sentido. O governo, por sua vez, deveria investir mais em educação e manter as crianças e adolescentes na escola. Para quem nasce em uma família desprivilegiada, a educação é o único meio para se tornar alguém na vida, já que o crime dá um sustento apenas momentâneo. Na esfera familiar, os pais deveriam amar e cuidar mais dos filhos. Na grande maioria das vezes, as crianças vão para a rua por não terem apoio e cuidado em casa. Assim, se governo, família e sociedade realmente lutassem juntos, o problema de criminalidade infantil no Brasil com certeza seria erradicado. Seria uma mudança devagar e gradual, porém efetiva.

Mariana

4 comentários:

  1. Muito bom seu artigo Mariana,a questão é que na ausencia de amparo dos proprios pais e tambem por conflitos na propria familia desses jovens eles se voltam para o crime... Fiz um resumo tambem sobre isso: http://pt.shvoong.com/society-and-news/opinion/2243270-como-resolver-problema-da-criminalidade/

    Me visite. ^^

    ResponderExcluir
  2. Welder Alves como ler essa pág., se tem vírus nela que ñ me permiti fazer a leitura :(

    ResponderExcluir
  3. Adorei! estou estudando para o enem e esse tema pode cair, muito bom valeu!

    ResponderExcluir
  4. Afirmar que pode ser erradicado foi erradíssimo de sua parte, e isso de forma alguma deve ocorrer em nenhuma situação, pois quando você generaliza uma informação você deve apresentar dados relevantes que comprovem essa idéia.

    ResponderExcluir