domingo, 3 de julho de 2011

Consequências da Copa de 2014 no Brasil

    Um dos eventos mais esperados pela população mundial é a Copa do Mundo. No Brasil, com o fanatismo pelo futebol, isso não é diferente. O evento, que é celebrado de quatro em quatro anos, terá o país como sede em 2014, e isso levanta discussões internas: quais os benefícios e malefícios que isso trará ao "o país do futebol"?
   Podemos citar o turismo como exemplo de benefício. É exigido pela FIFA, órgão que organiza o evento, que as cidades ofereçam uma infraestrutura capaz de suportar um grande número de turistas, além de oferecer serviços de qualidade. Com a grande entrada de pessoas de outros países, haverá diversidade cultural, além de crescimento econômico. Além disso, serão feitas melhorias em várias áreas como de transporte urbano e setor de hotelarias - que durarão mesmo após o término da Copa - por todo o país. Uma boa consequência é a grande geração de empregos. Em contrapartida, há o superfaturamento de obras, que as vezes até triplica o orçamento inicial. O desvio de verbas é constante em obras de grande porte, como reformas de estádios e construções de aeroportos. Portanto, a organização necessária para a promoção da Copa é tão grande quanto a responsabilidade assumida pelo governo brasileiro.
    É necessário entender que a conscientização de pessoas envolvidas em projetos de grandes estrututas, é imprescindível para que os malefícios sejam reduzidos. Para que o Brasil passe uma idéia positiva para o resto do mundo, o governo deve cumprir todas as exigências dentro dos prazos, mostrando que é capaz de realizar eventos de grandes portes. Além disso, deve ser feita uma aplicação correta dos ganhos, evitando que os benefícios sejam passageiros e que tragam melhorias à vida dos cidadãos brasileiros.



 Izabela

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário