domingo, 5 de junho de 2011

Os jovens e a gravidez na adolescência

    A adolescência é uma fase complicada na vida de qualquer pessoa, pois é nesse período que aparecem responsabilidades e dúvidas. Uma realidade preocupante no Brasil é a gravidez nessa fase. Estatísticas mostram que 70% dos jovens iniciam a sua vida sexual antes dos 17 anos e, geralmente, se não são bem informados, engravidam. Isso tem levantado uma questão importante: será que a falta de preparação de alguns jovens é responsabilidade dos pais ou da sociedade?
   A falta de estrutura familiar é um fator considerável na formação da opinião do adolescente com relação a esse assunto. Se não houver diálogo entre pais e filhos, é maior a chance do adolescente crescer "aprendendo" com outras pessoas. Além disso, esse problema normalmente ocorre em famílias com nível menor de escolaridade e de menor preparação para lidar com esse tipo de situação. Isso gera a tarefa da escola na instrução sexual de seus alunos, que através de aulas que ensinem a usar métodos contraceptivos, teria o objetivo de reforçar o que é conversado em casa. Por outro lado, a distribuição de preservativos e criação de propagandas informativas que atinjam essa faixa etária é uma das obrigações do governo, para que haja um menor número de analfabetos no assunto.
   A adolescência proporciona a vontade de descobrir o novo, o que faz com que muitos jovens se arrisquem, não buscando informação ou preparação suficiente. O papel do adolescente nesse meio é querer ser instruído, além de aceitar que a falta de segurança na hora do sexo pode gerar consequencias como a gravidez. A junção de maior instrução em casa, sendo reafirmada pela escola e por propagandas feitas pelo governo, pode se tornar uma eficiente maneira para que essa situação ganhe proporções menores no país.


 Izabela

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário